sábado, 4 de junho de 2011

URGENTE: Cair de moto pode ser problemático


Sei que todos os leitores entraram num desespero louco quando viram que as postagens cessaram nessas últimas semanas e temiam que o blog, mais uma vez, voltasse à inutilidade completa. (não que ele seja útil para algo)

Mas fiquem tranqüilos, queridos leitores sedentários e obesos, essa pausa foi apenas uma peça pregada pelo grandessíssimo broxa conhecido pela alcunha de Murphy, e sua lei de corno manso sem pregas no orifício anal.

Como sei que todos que acompanham o blog sofrem orgasmos múltiplos toda vez que eu me fodo épicamente, descreverei com detalhes os ocorridos comigo! Afinal, desgraça pouca é apenas para amadores!

Numa fatídica sexta feira, após um happy hour bem mais ou menos com o pessoal do serviço, onde só degustei refrigerantes e água gaseificada (Sou um filósofo “Bêbado”, mas não sou estúpido de misturar álcool com direção), resolvo voltar pra casa mais cedo, afinal, já estava começando a chover, e uma conversa com minha tia avó estaria mais animada do que aquele papo que se desenrolava naquele bar.

O que eu não esperava, é que um Bucéfalo de baixa renda, que provavelmente pagou por sua habilitação para poder abalar com seu gol quadrado turbinado, cruzasse o meu caminho aquela noite!

(carro do supracitado filho da puta)

O problema é a física, sempre ela, que segundo as suas leis, dois corpos não ocupam o mesmo lugar ao mesmo tempo no espaço. E foi exatamente isso que o indivíduo em questão (que espero que pegue lepra, e perca o pinto) tentou fazer!

A motoca, com o chão molhado, não conseguiu parar, e só graças ao meu treinamento com monges tibetanos ninjas, consegui sair com vida e praticamente inteiro. Bem, pelo menos era o que eu achava!

Ao chegar em casa, percebi que leves escoriações não condiziam com o modo de vida Platão, no quesito de se foder com estilo,e para minha tristeza, eu não poderia estar mais certo. Após o banho, meu pulso parecia que ia desmontar, a dor era simplesmente de cair o cu da bunda!

Tive que fazer uma visita ao doutor, que tirou algumas radiografias do punho, aplicou duas injeções, e engessou meu braço. Solicitou o retorno com um especialista, alegando que podia ser grave, e bla bla bla. Nada de importante!

(resultado dos exames)

Fiquei a semana passada com o braço imobilizado, louco para dar um jeito de arrancar aquele negócio de gesso. Afinal, a minha moto estava meio capenga, mas a minha nova moto estava comprada e me esperando na concessionária. Sim, depois de me arrebentar com a minha motinho, a idéia mais brilhante que eu tive foi: Comprarei uma moto maior e melhor!

(Minha Citycom 300i)

Sexta feira, dia 27, não agüentei e arranquei o objeto que imobilizava meu braço, vendo que o pulso ainda doía, mas bem menos agora. Logo, meu raciocínio brilhante era: estou curado, tenho ossos feitos de adamantium. Sou foda.

Peguei a minha fantástica moto nova, voltei a trabalhar, tudo tranqüilo e bem encaminhado.

Até que, finalmente, passei com a especialista, ao que eu imaginava, só diria que estava tudo bem, e que em algumas semanas, eu estaria com o punho funcional e sem dores, mas como vocês devem imaginar, a conversa não foi assim. Acompanhem:

Platão: Querida doutora, aqui estão meus exames! Tudo certo imagino.

Doutora: Sim. Examinando eles, da pra ver direito o que aconteceu. Faça mais um exame, só para ter certeza se você terá que fazer uma cirurgia!

Platão: PERDEU A SANIDADE MULHER? Nem dores estou sentindo direito. Como assim cirurgia?

Doutora: Senhor, você tem uma lesão séria no punho. Quebrou o Escafóide!

Platão: Quebrei o que? Fala minha língua cacete.

Doutora: Falarei de um jeito que você deve entender então. Você quebrou o osso do corpo humano que mais demora para calcificar, e ficara um bom tempo com o braço debilitado.

Platão: Fodeu. De quanto tempo estamos falando? Umas 3 semanas?

Doutora: de 4 a 6 meses.

Platão entra em estado de choque, e nada mais diz!

(Não quebrem esse maldito osso!)

Pelo menos, o procedimento cirúrgico não foi necessário, mas isso não impediu que colocarem 5 quilos de gesso no meu braço, no qual, ficarei preso a ele nos próximos meses!

Só um detalhe! Tenho minha própria empresa, e presto serviço para consultorias! Logo, se eu não trabalho, eu não recebo! E o melhor de tudo, com um tempo tão longe afastado, provavelmente meus contratos serão cancelados.

Resumindo, estou fudido, maneta e pobre! E você ai achando que sua vida era ruim.

Queiram ter uma morte lenta e dolorosa.

Passar bem.

PS: Pitágoras mandou mais um texto. Em breve, coloco ele no ar. Sobre ZUMBIS! Muito bom.

PS2: Como não tenho mais dinheiro, colocarei uns banners marotos no blog, para arrecadar o dinheiro da cachaça! Sendo assim, a atividade no blog tende a aumentar!

PS3: Alguém ai interessado em comprar um rim? Faço precinho bacana!



7 comentários:

R.Rocker disse...

Platão: o mestre na arte de se foder...

Jáááárdel disse...

devia ter quebrado o pescoço seu trouxa! hehehe
Só uma curiosidade, foi a mão da punheta ou a outra?

Filósofo Pitágoras disse...

Isso que dá, qualquer conversa que não seja ligada a Pokemons ou jogos de RPG é chata e sem sentido para ele! devia ter ficado no happy hour, enchido a cara e dormido em um hotel.

Filósofo Platão disse...

R. Rocker, obrigado pelo reconhecimento como mestre nessa arte.

Járdel, foi a outra! O sr. Murphy já foi melhor.

Pitágoras, queira foder-se.

Grato, Platão.

Ricardo Dib disse...

E o sujeito do gol ficou numa boa?
Não vai processar, perseguir, mandar matar e etc...?

Tio Gard disse...

Que isso? A moto do Jaspion? Ela vira uma nave?

E tem sua própria empresa? Easy, bote alguns proletários pra trabalharem, porra!

Quer apostar quanto que se tivesse bebido nada teria acontecido e você estaria com a mão intacta e ainda util para aquela bronha básica?

Jhennifer Cavassola disse...

kkkkkkkkkkkk RINDO ALTO da sua desgraça porra kkkkkkkkk, mas falando sério, RINDO ALTO de como falou da sua desgraça kkkkkkkkkkk

Amigoo querido, é assim mesmo, depois piora.

Mas agora contando um fato que lembrei... minha bebê quebrou o bracinho, logo acima do cotovelo e quando a médica viu os exames que disse, farei mais pra ver se precisará de cirurgia. MEU DEUS, meu coração quebrou em 50 pedaços, imaginaa, uma bebê de 1 ano e 5 meses com o braço quebrado e quase precisando de cirurgia. Mas graças a Deus não precisou e logo ficou boa. Apesar de ter sido num lugar muito difícil de sarar. Mas a médica também era muito boa rsss.

Beijos e melhora logoo!! :)