quinta-feira, 10 de julho de 2008

A Magia do Palavrão

(A Criadora de todos os Palavrões!)

Não sou fã da língua portuguesa, mas sou grato a ela pela variedade de palavrões que concedeu a mim.

O palavrão é uma expressão única, um dos poucos tipos de palavras que podem ser usadas para os mais variados propósitos. Perceba:

- XINGAR: O seu viado do caraio, olha por onde anda!
- CUMPRIMENTAR UM AMIGO: E aeee seu viado do caraio! Como vai!
- DESPEDIR-SE DE UM AMIGO: Falou aí seu viado do caraio! Se cuida!
- DIZER A VERDADE SOBRE ALGUÉM: Aquele cara lá dá hein, é um viado do caraio!
- ESTRAVAZAR A DOR: Esse martelo é um viado do caraio!
- DIVERTIR O PESSOAL: E aí viadada do caraio! hahaha

Perceba que usei como base apenas duas palavras (viado e caraio). Duas palavras foram mais do que suficientes para as mais diversas situações. Somente os palavrões nos permitem essa flexibilidade e desenvoltura. São verdadeiras jóias da chata língua portuguesa.

Além disso, o palavrão é mais forte do que qualquer adjetivo, advérbio de tempo ou lugar, ou outra merda que imaginar. Faça a prova logo abaixo:

1) Por favor. Poderia fazer a coisa certa e tomar no seu (...)
2) Ah. Então é assim. Seu filho de uma (...)
3) Nossa. Ele mora longe. Ele mora lá na casa do (...)

Nos três exemplos acima eu substitui uma palavra por três pontos (...). Porém, ao ler a frase, o que você imaginou no lugar desses (...)?

Na frase 1 você pensou em COPO ou em?
Na frase 2 você pensou em PUTA ou em CHOCADEIRA?
Na frase 3 você pensou em CARALHO ou em JOÃO?

Isso comprova uma coisa: o palavrão é mais forte do que qualquer outra palavra.

O problema do palavrão não é a boca que o fala e sim a mente que o pensa.

Acha mesmo que quando digo para você: "VAI TOMAR NO CÚ", na minha mente eu estou projetando a imagem de um pênis adentrando o orifício anal de tal pessoa? Claro que não! TOMAR NO CÚ pra mim, é uma expressão como qualquer outra. Seria o mesmo que eu dizer "poxa, vai te catá".

Você pode me questionar dizendo: "Então porque você não diz "VAI TE CATÁ" já que é tudo a mesma coisa?"

Oras. É porque "VAI TE CATÁ" não tem graça dizer. É patético e demonstra cabacice da parte de quem fala. Seria como aqueles filmes da sessão da tarde onde o bandido xinga o mocinho de FILHO DA MÃE. Que bandido em sã consciência xingaria alguém de FILHO DA MÃE? Só um bandido muito FILHO DA PUTA mesmo!
(FODA-SE)

Quando estiver estressado, experimente dizer para as pessoas ao seu redor, para o mundo e para você mesmo um sonoro FODA-SE. Não tem coisa melhor. Relaxa que é uma beleza. Faça a prova. Tente dizer outra palavra do tipo DANE-SE. Vai ver que não surte o mesmo resultado. Essa é a magia do palavrão!

E vou terminando por aqui. Caso não tenha gostado do assunto de hoje, sabe muito bem o que te aconselho a dizer pra mim. Por hora, e pediria para que vossa senhoria vá pra Puta que o Pariu! Grato!

Filosofado por Danilo Gentili

5 comentários:

Luma disse...

Caralho sem dúvida um dos melhores textos que eu li nesse blog...hahah brincadeira é q eu só li 2....mais concordo plenamente com tudo o que está escrito...e vou até apresentar o blog ao meu QUERIDO namorado (¬¬) que brigou comigo semana passada pela boca suja, claro q é mto feio menina ficar falando palavrão...Só q as vzs num consigo me conter...rsrs...

Anônimo disse...

Mãe do Platão diz:
Puta que o Pariu...(é só uma expressão) querendo dizer:
Que demais, filho...
Bjs
Eu

italo disse...

CARALHO ESSE BLOG TAH FODA///
MTO LOUCO,PORRA!
TEXTO SEM COMENTARIOS...DEMAIS..
CARALHOOOO!

COMO EH BOOM FALAR PALAVROES!

Anônimo disse...

Powxa, obrigada por colocar o credito! Valeu mesmo!

Jhennifer Cavassola disse...

Puta que pariu!!!!!! Palavrões nas horas certas eles são bem vindos rsss :)

Muito boma a postagem!!! Beijos